POLÍTICA

O que disseram Wellington Dias e Zé Filhos sobre pesquisa que aponta queda de Dilma

Votos de utilizador:  / 1
FracoBom 

Os dois principais postulantes ao governo do estado, Wellington Dias (PT) e Zé Filho (PMDB), comentaram de maneiras bem distintas os números da última pesquisa divulgada para Presidente da República.

Os números mostrados pelo Ibope, mostram a queda da atual presidenta Dilma Rousseff (PT), que tem 34% das intenções de votos, e mostrou também o crescimento de Marina Silva (PSB), agora a principal concorrente e que apareceu com 29%. Aécio Neves (PSDB) também caiu, mas permanece na margem de erro, com 19% das intenções de votos.

Para Wellington, a situação já era aguardada, pois o PT sempre trabalhou com a ideia de um provável segundo turno. O candidato também cita que mesmo com a queda de Dilma, houve um crescimento nos que aprovam sua gestão e também houve uma queda das intenções de votos do candidato tucano.

"Vemos sempre com naturalidade. Cada pesquisa tem sua metodologia, ela também cresceu no número de pessoas que avaliam seu governo como ótimo e bom, tem uma queda nos que dizem que é ruim ou péssimo e um crescimento nos que aprovam seu modo de governar, sua confiança na condição de presidenta", destaca.

O petista afirma ainda, que o partido mesmo com a notável e constante queda de Dilma, acredita na possibilidade de crescimento e em uma vitória ainda no primeiro turno. Segundo ele, a situação é parecida com a de outros pleitos, como os que elegeram Lula e a própria presidenta Dilma.

"Saldo é positivo, desde o início já trabalhamos com a perspectiva de vitória em um segundo turno, mas, no decorrer da campanha ainda acreditamos que ela irá crescer e poderá ganhar no primeiro turno. Vamos enfrentar como enfrentamos as outras eleições de Lula e a própria de Dilma, ela tem muito serviço prestado", completa.

Por outro lado, o candidato do PMDB, Zé Filho, destaca que a queda da petista representa um sentimento de mudança, que segundo ele, deve ser adotado também no Piauí.

"Queda de Dilma reflete o sentimento de mudança ao qual o país passa e eu quero que o Piauí também possa estar com esse sentimento, porque ninguém aguenta mais. A época do PT já passou, temos que ter novas pessoas para mostrar novas ideias. Ninguém pode se perpetuar no poder, o povo quer mudança", pontua.

 

Fonte - 180 Graus

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top