GERAL

"É muito mais fácil prender um menino com 100g de maconha do que um empresário corrupto que tenha desviado R$ 20 milhões". Diz ministro

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

Ao desembarcar na capital piauiense, o ministro participou de almoço com os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em um restaurante da zona Leste de Teresina. Estiveram no almoço o governador Wellington Dias (PT), o juiz Tiago Aleluia e o desembargador Edvaldo Moura. 

No I Simpósio de Inteligência Institucional do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o ministro falou sobre a origem da corrupção, seu impacto e relembrou fatos históricos.

Durante sua fala, Luís Roberto Barroso lembrou que foi conterrâneo do advogado piauiense Joaquim Almeida na década de 70 quando estudavam na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. 

Ao encerrar a palestra, o ministro recebeu uma comenda do TCE e foi entregue por uma estudante de Direito Camila Hannah, 23 anos, que é deficiente visual. 

Luís Roberto Barroso é o relator no STF do pedido de abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer, por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. No entanto durante a palestra ele não falou do caso.

Veja frases do ministro na palestra: 

"Todo mundo na vida derrapa. Todo mundo em qualquer momento se acha o centro do universo. Ninguém é". 

"É possível imaginar que existe uma conspiração contra tudo e contra todos. O único problema da teoria conspiratória são os fatos. Os malditos dos fatos como os áudios, os vídeos, as fotos, as malas, as mochilas, as provas que saltam de qualquer compartimento que se abram na vida pública brasileira"

"Um pais que vai mudando sua jurisprudência, em função do réu , não é um estado de direito é um estado de compadrio e é preciso denunciar isso"...

"Um direito penal como aconteceu no Brasil, incapaz de alcançar qualquer pessoas que ganhe mais que cinco salários mínimos criou um pais de ricos delinquentes, de gente que vive de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, fraude em licitações e lavagem de dinheiro".

"Dez anos após o mensalão e três anos da operação Lava Jato essa gente continua fazendo as mesmas coisas. São ladrões compulsivos"...

"Eu não cultivo nenhuma gota de pessimismo pelo que está acontecendo"...

"Há uma demanda por integridade, patriotismo, idealismo em toda parte. Essa é a energia que muda paradigmas"...

"Não sou alguém que tem uma visão punitiva da vida"...

"Há hoje no Brasil, entre os representantes da velha ordem duas categorias muito distinta: as que não querem ser punidos pelos mal feitos que fizeram, mas há um lote pior: os que não querem ficar honestos nem daqui para frente. É imensa a quantidade de pessoas que militam na manutenção desse status quo".

"Eles não sabem viver honestamente. É como ter que nascer de novo"...

"Gente que se acostumou a viver com dinheiro dos outros, gente que acostumou a viver tomando o que é dos outros"...

"É muito mais fácil prender um menino com 100g de maconha do que um empresário corrupto que tenha desviado R$ 20 milhões".  

Fonte - Cidade Verde

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top