POLÍTICA

Ciro Nogueira confirma candidatura ao governo do Piauí

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) reafirmou apoio ao governador Wellington Dias (PT-PI), que deverá tentar a reeleição em 2018, mas declarou, em entrevista para a TV Cidade Verde, que o Progressistas terá candidatura própria o Governo do Estado em 2022, seja o seu ou outro nome da legenda. 

"Com certeza, se vai ser o senador Ciro, se vaiser outro nome do partido, em 2022 nós vamos ter candidato (a governador). Acho que o partido tem dimensão para isso, tem quadros que podem fazer um grande trabalho, e com certeza nós vamos ter candidato, ou o senador Ciro ou qualquer outro membro do partido, em 2022", disse Nogueira, no Jornal do Piauí desta quarta-feira (8), confirmando que em 2018 tentará a reeleição para o Senado.

Em Brasília (DF), Ciro Nogueira ressaltou o crescimento do Progressistas, que atingirá a marca de 50 prefeitos no Piauí, após a filiação de mais cinco novos gestores nos próximos dias. Para o senador, a legenda tem obrigação de ter um grande resultado nas próximas eleições e eleger uma grande bancada de deputados. "Acho que estamos vivendo o nosso melhor momento", avaliou. 

Ciro Nogueira também tentou dar ponto final às polêmicas envolvendo a aliança com o PT. "Você está falando dos dois maiores partidos do Estado. Vamos ter problemas sistemáticamente. São partidos muito grandes, existem disputas locais (...) É uma situação localizada. Nós nunca colocamos em cheque a nossa aliança com o governador. É uma aliança que não está começando agora, ela se iniciou na eleição de governador", disse o senador. 

Wellington Dias e Ciro Nogueira tomaram café nesta quarta-feira, na residência do senador, e analisaram a situação financeira do Estado, além do cenário eleitoral para 2018. O presidente nacional do Progressistas deixou claro que o fato do partido ter votado contra o projeto estadual que aumentava os valores de impostos não levará a um rompimento com a base governista. "Tenho uma perfeita sintonia com o governador e não é essa situação que vai abalar isso". 

Luci candidata, Firmino não
Sobre uma eventual candidatura do prefeito Firmino Filho (PSDB) ao governo do Piauí, Ciro Nogueira disse que a escolha é do tucano, ainda que ele prefira que o gestor continue na Prefeitura de Teresina e não seja candidato em 2018. 

"O que eu puder fazer pela gestão do Firmino, nós vamos fazer. Gostaria muito de que o Firmino concluísse o seu mandato e nos apoiasse agora na eleição. (...) Se ele vier ou não a ser candidato é uma decisão que cabe muito a ele, eu acho que ele vai tomar só no próximo ano. Mas eu gostaria muito de ter o apoio do Firmino tanto para mim, quanto para o Wellington (Dias) na eleição do próximo ano".

Ciro Nogueira também falou sobre a primeira-dama Luci Silveira, que na semana passada apareceu na propaganda partidária do Progressistas na televisão. "Ela é um nome para ser candidata ao que for. Hoje, pelo que tudo leva a crer, ela deve ser candidata a deputada estadual pelo partido. (...) É um nome que nos engrandece, nos orgulha no nosso partido. E o que ela decidir de ser candidata pelo Progressistas, ela vai ganhar o nosso apoio". 

Futuro de JVC
Na entrevista, Ciro nogueira comentou o encontro recente que teve com o empresário João Vicente Claudino. "O que eu puder fazer para trazê-lo novamente para a vida a pública, eu vou fazer", disse o presidente do Progressistas, que tentou filiá-lo no seu partido, mas ouviu do ex-senador que o mesmo deve retornar ao PTB. "Ele não definiu a qual cargo vai ser candidato. Gostaria muito de contar com ele na nossa coligação, com o seu apoio. Mas que ele volte à vida pública". 

Jogos de azar
O senador defendeu a aprovação de projetos sobre a legalização e regulamentação de jogos de azar. Ciro Nogueira é autor de dois projetos: um que legaliza os jogos, inclusive com a criação de cassinos, e outro para proibir o pagamento de contas em jogos de azar hospedados no exterior.

Governadores reunidos em Brasília defenderam a criação de um fundo para financiar a segurança pública, e que o mesmo seja abastecido com recuros da legalização dos jogos de azar. "O lado bom do jogo é fomentar emprego, geração de renda, que as pessoas paguem seus impostos. (...) Eu espero que esse recurso seja implementado na questõa da segurança, para que a gente possa reduzir esses índices alarmantes do nosso país". 

Fábio Lima
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top