ESPORTE

Cabeçada de Carlão dar título de campeão municipal ao Riacho Grande

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

A grande decisão surpreendeu os organizadores pelo número de torcedores que compareceram ao Estádio.

Durante os dias que antecederam a festa, muito acontecimentos desfavoreciam o evento, como a ameaça espalhada pelo dirigente Jairo Martins, que o campeonato seria paralisados pela justiça.

 

Houve mesmo a intervenção da promotoria pública, acionada  pelo dirigente, que apresentou denuncias contra a secretaria municipal de educação, Esportes e Cultura e a Superintendência de Esportes.

Dois dias antes da final a secretaria de educação, esportes e Cultura foi notificada para dar algumas informações  e comunicada que estava proibida de efetuar qualquer pagamento de despesas referente ao campeonato.

O fato citado a cima poderia paralisar o campeonato, tendo em vista que é oferecida uma premiação em dinheiro, fato que ocorre em todas as últimas gestões, praticamente com os mesmos valores.

Os times poderiam não aceitar fazer a final sem a premiação, mas ao contrário, seus dirigentes reagiram de forma decisiva. “Somos acostumados a fazer esporte aqui no sacrifício. Vamos para o jogo e vamos fazer uma grande festa.” Disse Sávio dirigente do Aeroporto. Os dirigente do Riacho Grande não deixaram por menos e também na Rádio se posicionaram com a disposição de não parar a competição.

Daí em diante aconteceu algo inesperado. A reação do povo. Chegada a hora da decisão, aos poucos o lado coberto do estádio Paraguassu foi enchendo. Era o povo de Corrente manifestando seu apoio ao evento.

O jogo não foi tão bom tecnicamente ou em  jogadas para arrancar o delírio das torcidas, ainda assim teve  momentos  importantes, um deles foi quando Carlão escorou de cabeça um cruzamento na área. Foi uma explosão. Era o gol do título histórico.

Daí em diante foi só o Riacho Grande se fechar em sua defesa, até a hora do apito final de Luíz Carlos, ou simplesmente Lóis de Côca, que fez discreta arbitragem, ou seja, não apareceu. Assim sendo arrancou nota alta em seu desempenho.  Os seus auxiliares Erinaldo Lopes, Arlindo Guedes (Rico) e o quarto-árbitro Diogo Lisboa não deixaram por menos.

Agora é aguardar o desenrolar jurídico para fechamento total de compromissos ligados ao campeonato.

o ex-prefeito Jesy Lemos Paraguassu foi homenageado.   Jesy Júnior fez a entrega dos troféus.

Aguardem galeria com muitas fotos

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top