GERAL

Ex-jogador que ganhou milhões tem vida modesta

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

© Fornecido por F451 Midi Ltda. o'neill

"Tive 14 milhões de dólares e perdi. Mas, a mim, não me incomoda ser pobre. Não me custa. Tendo dinheiro para beber e que meus filhos estejam bem, aí está. Que meus filhos tenham saúde é uma fortuna para mim. Depois, comer, se come arroz com ovo igual. Cavalos lentos, mulheres rápidas e jogatina, isso faz com que não fique nada. Quando era jogador apostava mais, porque tinha mais dinheiro. Agora não posso, não tenho nada", aponta. Segundo O'Neill, os divórcios também custaram parte da riqueza. As duas filhas, fruto dos dois primeiros casamentos, não passam a mesma dificuldade de Favio.

"Os amigos do passado hoje não existem. Sou feliz igual, porque há gente nova, que está comigo quando não tenho nada. Hoje paro aqui no bar com um grupo e ajudamos uns aos outros. Às vezes tenho mil pesos, às vezes eles têm. E o senhor do posto me dá para que leve comida para casa. É melhor estar assim que ter dinheiro. Tive muito dinheiro, milhões de amigos. Hoje só tenho 10 ou 12, boêmios como eu, mas são os que me ajudam", complementa. "Paco Casal fez muito por mim. Fez com que eu ganhasse muito dinheiro. Depois, fui eu que a perdi. Além disso, não queria psicólogos. Era impossível me ajudar".

De seus tempos de jogador, leva com carinho principalmente Zidane e o Cagliari: "Meu melhor momento foi no Cagliari. Era ídolo. Apesar da tristeza quando fomos rebaixados. Eu parava na praia e os torcedores me chamavam de bêbado. No outro ano, quando subimos, estes mesmos torcedores (porque eu conhecia a cara de quem me enchia) me pagavam bebida. Depois, quando fui para a Juventus, me tornei um dos últimos do elenco, porque lá estavam fenômenos, como Zidane. Hoje torço por Real Madrid por ele".

E, aos 45 anos, O'Neill não pensa em deixar Paso de los Toros tão cedo: "Quero seguir assim, não quero estar do lado dos ricos. Nunca quis, o rico era eu. Por sorte, ficaram alguns princípios. Pouquinhos, mas ficaram. Em Paso de los Toros, ficaram alguns princípios. Gente que vê que eu estou mal e me estende a mão". Seguem os

 

 

 

Do MSN 

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top