POLÍTICA

Cai mais um ministro de Temer

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

Ministro do Turismo pediu demissão do cargo na tarde desta quinta-feira.

Na carta enviada a Temer, ele afirmou ainda que 'ilações' serão esclarecidas.

Na carta de demissão que enviou nesta quarta-feira (16) ao presidente em exercício Michel Temer, o agora ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, diz que não quer criar "constrangimentos" ao governo e afirma ainda que "ilações" sobre ele serão esclarecidas.

Citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, Henrique Alvespediu demissão na tarde desta quinta. Investigado na Operação Lava Jato, ele afirmou ainda na carta que se dedicará à sua defesa com "serenidade e transparência".

"O momento nacional exige atitude pessoais em prol do bem maior. O PMDB, meu partido há 46 anos, foi chamado a tirar o Brasil de uma crise profunda. Não quero criar constrangimentos ou qualquer dificuldade para o governo, nas suas próprias palavras, de salvação nacional. Assim, com esta carta, entrego o honroso cargo de ministro do Turismo", diz Henrique Alves na carta enviada a Temer.

"Estou seguro de que todas as ilações envolvendo o meu nome serão esclarecidas. Confio nas nossas instituições e no nosso Estado Democrático de Direito. Por isso, vou me dedicar a enfrentar as denúncias com serenidade e transparência nas instâncias devidas", complementa o peemedebista.

Carta de Temer
Na noite desta quarta, Henrique Alves postou em sua conta no microblog Twitter uma carta que Michel Temer enviou para ele após o pedido de demissão. Na mensagem, Temer  agradeceu a "dedicação e lealdade" do ex-ministro, que, segundo ele, "sempre permearam" a relação entre os dois, tanto pessoal quanto politicamente.

Na carta, Temer ainda escreveu que gostaria de registrar o trabalho com "afinco" desenvolvido pelo ministro demissionário na Esplanada dos Ministérios.

"Foi importantíssima sua passagem e seu legado será longo, como poderemos verificar durante os Jogos Olímpicos", escreveu Temer.

"Como companheiro de jornada dentro do nosso partido ao longo de décadas, quero registrar sua dedicação às causas que abraçamos, e nas quais continuamos acreditando, para levar o Brasil aos rumos que merecem ser trilhados para devolver esperança à população e propiciar o retorno do crescimento econômico, do desenvolvimento e da justiça social", completou o presidente em exercício na mensagem divulgada no Twitter de Henrique Alves.

"O momento nacional exige atitude pessoais em prol do bem maior. O PMDB, meu partido há 46 anos, foi chamado a tirar o Brasil de uma crise profunda. Não quero criar constrangimentos ou qualquer dificuldade para o governo, nas suas próprias palavras, de salvação nacional. Assim, com esta carta, entrego o honroso cargo de ministro do Turismo", diz Henrique Alves na carta enviada a Temer.

"Estou seguro de que todas as ilações envolvendo o meu nome serão esclarecidas. Confio nas nossas instituições e no nosso Estado Democrático de Direito. Por isso, vou me dedicar a enfrentar as denúncias com serenidade e transparência nas instâncias devidas", complementa o peemedebista.

Carta de Temer
Na noite desta quarta, Henrique Alves postou em sua conta no microblog Twitter uma carta que Michel Temer enviou para ele após o pedido de demissão. Na mensagem, Temer  agradeceu a "dedicação e lealdade" do ex-ministro, que, segundo ele, "sempre permearam" a relação entre os dois, tanto pessoal quanto politicamente.

Na carta, Temer ainda escreveu que gostaria de registrar o trabalho com "afinco" desenvolvido pelo ministro demissionário na Esplanada dos Ministérios.

"Foi importantíssima sua passagem e seu legado será longo, como poderemos verificar durante os Jogos Olímpicos", escreveu Temer.

"Como companheiro de jornada dentro do nosso partido ao longo de décadas, quero registrar sua dedicação às causas que abraçamos, e nas quais continuamos acreditando, para levar o Brasil aos rumos que merecem ser trilhados para devolver esperança à população e propiciar o retorno do crescimento econômico, do desenvolvimento e da justiça social", completou o presidente em exercício na mensagem divulgada no Twitter de Henrique Alves.

Fonte - G1

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top