POLÍTICA

Petrolão. Oranização criminosa não funcionaria sem Lula

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

Procurador-geral da República incluiu o ex-presidente em denúncias no STF.
Denúncias são decorrentes das investigações da Operação Lava Jato.

Em pedido de investigação enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que a organização criminosa na Petrobras não teria funcionado sem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mantivesse controle das principais decisões. Segundo o procurador, Lula também tentou obstruir as investigações sobre o caso.

“Essa organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Lula dela participasse”, afirmou o procurador-geral.

Janot pediu a inclusão do nome de Lula em um inquérito e uma denúncia que já estão abertos no STF. O documento chegou ao Supremo nesta segunda-feira (2) e foi aberto para acesso público nesta terça (3).

Veja todas as suspeitas sobre o ex-presidente Lula

Em nota, o Instituto Lula negou participação do ex-presidente nos fatos investigados na Operação Lava Jato e disse ainda que ele "não deve e não teme investigações (leia a íntegra da nota ao final da reportagem).

Fonte - G1

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top