POLICIA

Exame aponta que somente dois menores e Adão tiveram relação sexual com estupradas de Castelo do Piaui

Votos de utilizador:  / 2563
FracoBom 

O delegado Laércio Evangelista, após ter prestado depoimento com mais 18 testemunhas, sobre o caso das menores que foram violentadas em Castelo do Piauí no dia 27 de maio, no Fórum da cidade, falou sobre o resultado dos exames de DNA que foram realizados em Pernambuco.

Segundo o delegado, os resultados mostraram que apenas dois dos quatro menores tiveram relação sexual com as garotas, assim como o maior de idade, Adão José de Sousa, que teria sido o líder da barbárie. Mesmo não tendo participado dos estupros, os outros dois menores serão indiciados por participação ativa.

Laércio Evangelista disse que não restam dúvidas sobre a participação dos acusados no crime e que as provas são mais do que suficientes para que todos sejam condenados. Todos os laudos serão anexados ao processo e encaminhados para o Ministério Público.

Nesta quarta apenas as testemunhas estão sendo ouvidas. São ao todo 19 pessoas. Já com relação ao depoimento das vítimas, esse ainda não tem data para acontecer, até porque uma das meninas ainda encontra-se internada no Hospital de Urgência de Teresina.

O depoimento de Adão José de Sousa, acusado de ser o líder do estupro coletivo, ainda não tem data para acorrer. Na segunda-feira (22), Adão foi ouvido em audiência que aconteceu no Fórum da cidade de Altos. O acusado foi indiciado pelo Ministério Público Estadual por pelo menos seis crimes e segundo as contas ele pode pegar até 151 anos de reclusão.

Os menores continuam internados no Centro de Internação Provisória (Ceip).

Publicado Por: Fábio Carvalho

mpo ao lado do caixão.

 

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top