POLICIA

Manifesto alerta governador com o título "e se o tiro fosse na cabeça do filho de Wellington Dias"

Votos de utilizador:  / 2
FracoBom 

Um grupo da Polícia Militar fez um manifesto na manhã deste sábado (07/02), onde falam da precariedade do sistema de segurança do Estado do Piauí. Eles pretendem nos próximos dias cobrar por melhores condições de trabalho. Um reunião com o governador Wellington Dias deve ser agendada.

O manifesto acontece depois que o Policial Militar Francisco das Chagas Nunes foi morto durante tentativa de assalto na zona Leste de Teresina. O policial fazia a segurança do filho de W. Dias, Vinícius Dias, quando foi abordado na porta de uma residência na zona Leste.

Segundo vizinhos, pelo menos dois homens abordaram o policial militar. No momento da ação Vinicius Dias estava dentro da residência.

O policial foi atingido com um disparo na cabeça e não resistiu.

VEJA ABAIXO A NOTA NA ÍNTEGRA

Se o tiro fosse na cabeça do Filho de Wellington Dias?

Teria valido apena todo seu esforço para ser governador do Piauí?

Não, o tiro não foi na cabeça desse jovem que vive em berço de ouro, foi na cabeça de um POLICIAL MILITAR, trabalhador, que assim como muitos policiais militares precisam fazer "bico" de segurança daqueles que são privilégiados pela sua condição social ou mesmo de seus entes queridos e mais do que isso, um pai de família, que só conseguiu perceber nos últimos segundos de vida que tal gratificação para correr tal risco não valeria mais apena, pois ele trocaria cada centavo para estar em casa de portas trancadas com seus filhos e sua esposa, assim como faz agora a primeira dama e seu filho são e salvo graças a coragem desse SOLDADO, que fará muita falta para sua família e será menos um nas fileiras da PM-PI com coragem e determinação para enfrentar bandido, coragem e determinação que muitos OFICIAIS nunca terão, pois estão amarrados atrás de seus birôs, babando políticos, pensando em suas promoções, cobrando continências, disciplina, arrotando hierarquia e fazendo procedimento contra PRAÇAS que estão na rua tentando evitar uma desgraça maior ou um mal maior a sociedade, e esses PM's ao contrario dos OFICIAIS e do Sr. Governador, recebem muito mal para arriscarem tanto a sua vida e muitas vezes o seu próprio emprego, pois não tem apoio do Estado, nem dos direitos humanos, nem da mídia, nem mesmo da sociedade a quem tentam defender, e muitas vezes esses bandidos menores de idade são os coitadinhos da situação e fazem um POLICIAL com 20 anos de serviço prestado perderem seu emprego ou mesmo a vida como foi hoje com nosso guerreiro Sd. C. NUNES.

Desculpe-me os direitos humanos e o ECA se ofendi o menor de iniciais P. H. chamando-o de bandido, mas não sei que profissão chamaria alguém que não tem idade para trabalhar, mas tem idade para votar em políticos corruptos decidindo o futuro do país e matar autoridades do estado.

Talvez vocês devessem visitar a casa do menor, já que ele foi brutalmente acertado com um tiro no pé por um agente do estado, e não o PRÓPRIO ESTADO ATACADO.

Espero que o nosso Governador Wellington Dias, possa abrir os olhos para a Segurança Pública a partir de hoje e que sempre se lembre que foi os olhos de um SOLDADO da PM-PI que se fecharam hoje para que ele pudesse olhar os OLHOS de SEU FILHO quantas vezes quiser ou PODER.

Minhas condolências a família do meu Irmão de farda Soldado C. Nunes.
Ass. Sd. PM-PI

 

Fonte - 180 Graus

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top